Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Da fantasia à realidade: Como o estudo de diferentes gêneros literários contribuem para a formação de leitores críticos

da fantasia a realidade - Colegio Marupiara

A leitura tem sido, ao longo dos séculos, uma prática importante no desenvolvimento humano.  O estudo dos gêneros literários, que varia conforme os objetivos pedagógicos a serem desenvolvidos durante o ano letivo em cada série, é parte imprescindível do processo de formação de bons leitores.

A variedade dos tipos de textos que são apresentados ao aluno, com suas particularidades estruturais e de contexto histórico-social, promovem, com o passar dos anos, a formação de leitores críticos, capazes de reconhecer a estrutura do texto e a distinguir quanto há de ficção e de realidade nos diferentes tipos de contos, com capacidade crítica para refletir e compreender o contexto histórico da obra.

O juízo crítico, a sensibilidade e a competência linguística, que devem ser permanentemente aprimorados com leituras mais desafiadoras, determinarão não apenas o bom desempenho na vida escolar, mas também na futura vida profissional do estudante.

Adquirindo o gosto pela leitura de diferentes gêneros

Era uma vez…” e “Felizes para sempre” são frases marcantes da infância da maioria das crianças, já que estão presentes nos tradicionais contos de fadas. Essas histórias contribuem de diversas maneiras para o desenvolvimento cognitivo e emocional dos pequenos alunos.

Desde os primeiros anos da Educação Infantil, a criança já inicia seu contato com o mundo da escrita, por meio das letras associadas às imagens, a escrita do próprio nome e a contação de histórias. Uma vez alfabetizado, o aluno que lê e tem contato com a literatura é beneficiado em diversos sentidos: aprimorando a pronúncia das palavras, desenvolvendo a capacidade imaginativa e melhorando a comunicação.

A iniciação da formação do leitor na Educação Infantil precisa ser prazerosa para a criança. Para os pequenos, as obras que se utilizam do lúdico e da fantasia e despertam a imaginação são excelentes para tornar a “hora da leitura” um dos momentos mais aguardados  pelos estudantes.
Posteriormente, nas séries iniciais do Ensino Fundamental, quando os alunos conseguem ler as próprias histórias, os contos, assim como outros gêneros literários como as fábulas, também têm um espaço importante durante as aulas, já que permitem a vivência de sentimentos, além de contribuir diretamente com o processo de alfabetização e desenvolvimento da escrita.

Com os estudantes maiores, é interessante investir em rodas de leitura e na elaboração de ilustrações ou dramatizações a partir de um texto literário. Segundo Gilda Carvalho, Mestre em Literatura Brasileira e uma das autoras do Manual de reflexões sobre boas práticas de leitura, em entrevista a Revista Educação, quando partilhada, a leitura se torna saborosa, se transforma em uma experiência formadora para o aluno.

Esse trabalho contínuo com diferentes gêneros literários favorece a adaptação ao Ensino Médio, momento em que o aluno será submetido a temas mais complexos e a construções textuais mais exigentes.

A importância da escolha das obras

Seja fábulas, seja contos etiológicos, a escolha dos textos a serem trabalhados com os alunos é algo de extrema importância, pois influencia diretamente no gosto do estudante pela leitura.
Para Pasarán, bons textos apresentam vocabulário rico e fazem uso inteligente da linguagem. Interpelam, provocam, fazem pensar e não subestimam a capacidade de compreensão dos leitores, pelo contrário, os desafiam a descobrir o que se revela por trás das palavras.

Por isso, é importante que o estudante tenha contato com bons textos de diferentes gêneros, como poemas, contos, fábulas e história em quadrinhos, por exemplo, pois cada uma dessas formas de expressão da linguagem literária possui seus códigos, suas marcas e conhecê-los possibilita o acesso à cultura escrita a partir de diferentes portas, além de ser um fator essencial para a formação de leitores mais críticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This