Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Mantenha as crianças longe do estresse

stress

Crianças não podem ir à escola, famílias correm riscos de perder renda, pessoas mais velhas da família estão isoladas. Tudo isso é, sem dúvida, muito estressante para os pequenos. Saiba o que fazer nessas situações

Para um adulto, perder o emprego é um fato estressante em qualquer ocasião. Não menos estressante é assumir tarefas que antes não faziam parte da rotina, como limpar a casa, cozinhar e ajudar os filhos com as atividades escolares.

Pior ainda é fazer tudo isso com um vírus altamente contagioso circulando pelo mundo. Está aí a importância de todos estarem longe fisicamente, pois é isso que vai impedir que o vírus se espalhe, contaminando todos de uma vez e superlotando hospitais.

Agora, imagine os sentimentos e as emoções de uma criança inserida nesse contexto. Longe dos parentes e dos amigos e sem a escola e os parques… Não tem sido fácil para os adultos, que dirá para os pequenos.

No entanto, é fundamental que os adultos estejam bem para cuidar de suas crianças. Aquela instrução sobre as normas de segurança que os comissários de bordo dão antes de o avião decolar vale aqui: “máscaras de oxigênio primeiro em você”.

Como evitar o estresse em adultos

Um documento elaborado pelo Centro para o Desenvolvimento da Criança da Universidade de Harvard (EUA) traz ideias para apoiar o desenvolvimento saudável das crianças durante a pandemia de COVID-19. Esse cuidado, acredite, começa por você.

Primeiro, lembre-se: você não está sozinho. Todos estão lutando com essas mudanças inesperadas e muitos precisam de algum apoio extra. Seja gentil consigo mesmo e entenda que você não pode fazer tudo. Então, dê uma pausa.

Que tal meditar um pouco? Fechar os olhos por um instante, inspirar e expirar são práticas que ajudam. A respiração lenta provoca relaxamento no sistema responsável pelo estresse e isso ajuda na melhor resposta, mesmo nos momentos mais difíceis.

Quando os adultos se sentem melhor, daí sim conseguem interagir de maneira mais adequada, atendendo às necessidades das crianças pelas quais são responsáveis. Além de proteger todos dos efeitos do estresse, essas atitudes servem de apoio para o crescimento saudável dos pequenos.

Mantenha conexões sociais

As medidas de permanência em casa estão ajudando a retardar a propagação do vírus, proteger a saúde de todos e a capacidades de atendimento dos hospitais. No entanto, enquanto as pessoas estão separadas umas das outras fisicamente, surge aquela sensação de abandono e solidão.

É fundamental estar conectado com as pessoas das quais gostamos. Conversar com um amigo ou uma pessoa querida por vídeo é um bom exemplo. Vença o cansaço e faça essas conexões na hora que sobrar um tempinho na rotina.

Dizer um “oi” a um vizinho a mais de um metro e meio de distância ou cumprimentar as pessoas que cruzam o seu caminho, mesmo de máscara, também ajuda nessa percepção de que você não está sozinho. Esse tipo de interação pode evitar o surgimento do estresse. A dica vale para os adultos e para as crianças.

Viu só como é importante se conectar socialmente para proteger o bem-estar emocional? Mantenha contatos sociais e relacionamentos, sempre com distância física. Relacionamentos responsivos entre crianças e adultos, adultos e outros adultos, e crianças e outras crianças, ajudam a proteger contra os efeitos do estresse contínuo.

Pin It on Pinterest

Share This