Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Boas práticas que fortalecem a aprendizagem dos alunos no ensino híbrido

ensino hibrido

Diante de um cenário de muitas incertezas devido a pandemia do coronavírus, os formatos de ensino que antes eram encarados como novidades já estão passando pela fase de consolidação.

O ensino híbrido é um exemplo disso. Mesmo que o retorno gradual ao ambiente da escola tenha sido interrompido em diversas cidades brasileiras devido a propagação descontrolada do vírus, esse modelo de educação está se mostrando como algo que veio para ficar.

Com estudantes hiperconectados e com uma autonomia diferenciada no processo de aprendizagem, o ensino híbrido se apresenta como um ótimo método para a formação integral dos alunos, principalmente nessa fase de quarentena.

Mas, para esse formato ser de fato eficaz, é preciso que boas práticas sejam adotadas. A seguir, reunimos alguns exemplos de ações que podem ser adotadas para fortalecer o processo de ensino-aprendizagem no formato híbrido.

Planeje as atividades pensando nesse novo modelo educacional

Para o ensino híbrido alcançar bons resultados é preciso que os educadores estejam envolvidos nesse processo e dedicados a planejar as atividades levando em consideração esse novo formato. É um momento de mudança e a criatividade para tornar as ações em sala de aula e em casa ricas e atrativas é fundamental.

Os professores precisam conhecer as possibilidades e ferramentas disponíveis para que o plano educacional seja cumprido de forma eficaz independentemente do local de estudo do aluno. Ouvir os estudantes nesse processo também é importante, pois eles também vivenciam diariamente os desafios do ensino híbrido. A partir dessa troca, é possível trilhar novos caminhos que fortalecem a aprendizagem e o trabalho de todos.

Traga o virtual para os conteúdos debatidos na escola e em casa

Já imaginou unir grandes clássicos da literatura com aplicativos de mensagens ou plataformas digitais de música? Há alguns anos, essa junção era pouco provável. Mas, com o ensino híbrido em crescimento, trazer o virtual para os conteúdos debatidos na escola e nos estudos em casa já é algo essencial.

Unir o aprendizado escolar com hábitos do dia a dia dos jovens é uma estratégia importante e que incentiva os alunos nos estudos, principalmente nessa fase que requer maior abertura para a adaptação ao novo normal. Essa prática também exige que o educador esteja envolvido na realidade dos seus alunos e conheça os canais virtuais que possam ser explorados em suas aulas na escola ou no ensino remoto.

Promova a autonomia dos alunos no processo de ensino-aprendizagem

Uma das principais características do ensino híbrido é a autonomia que os alunos passam a ter no processo de ensino-aprendizagem. Por mais que o papel do professor continue sendo fundamental em todas as frentes da educação, os alunos começam a assumir uma postura muito mais autônoma tanto na realização das atividades quanto na busca por novos conteúdos.

É um processo que vai se estabelecendo de forma gradual no ensino híbrido, com o professor guiando os estudantes para que essa autonomia os coloquem como protagonistas e agentes da construção do próprio conhecimento.

No artigo de hoje, reunimos algumas boas práticas que fortalecem a aprendizagem dos alunos no ensino híbrido e os adaptam a um novo formato de educação. Aproveite e veja também em nosso blog o post que mostra os benefícios de trabalhar projetos científicos nas escolas.

Pin It on Pinterest

Share This