Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Seu filho reclama de tédio? Saiba que ele é importante para o desenvolvimento das crianças

tedio

Já reparou que crianças, assim como adultos, anseiam tanto pelas férias, mas quando elas finalmente chegam os pequenos reclamam de tédio já no primeiro dia? Até mesmo no fim de semana, com a pausa da rotina, muitas vezes os filhos se queixam de que não têm nada para fazer. Alguns pais, na esperança de ocupar o tempo vago dos filhos, os aconselham a brincar com o tablet, assistir um filme  ou alguma atividade relacionada à tecnologia.

Existem duas situações em que o tédio se manifesta: quando fazemos algo que não nos dá prazer por um longo período de tempo e quando não conseguimos encontrar algo que nos satisfaça.

No entanto, os pais não precisam ficar desesperados quando o filho reclamar de tédio. Apesar de ser um sentimento negativo, é quase inevitável não manifestá-lo em algum momento da vida. O tédio deve representar um tempo de independência da criança, no qual ela pode encontrar distrações de acordo com a sua vontade.

A seguir, vamos mostrar como surge o tédio nos filhos e como ele auxilia no desenvolvimento da criança. Confira!

Origem do tédio

Mesmo com uma infinidade de atividades, como brincar, assistir TV, ler livros e acessar a internet, em algum momento do fim de semana ou das férias a criança se encontra sem rumo.

Isso é o resultado de uma rotina regrada de compromissos, na qual tudo tem hora certa para ser realizado. Sem essa programação, o filho se sente perdido, pois ele mesmo tem que buscar alternativas do que fazer com o seu tempo livre, dando espaço para o tédio.

Deixar que as crianças tenham tempo para que possam encontrar algo que as satisfaçam é muito importante, pois desenvolve a criatividade e ajuda a criança a otimizar o seu próprio tempo. Porém, isso nem sempre é possível, já que a agenda dos pequenos é cada vez mais repleta de atividades.

Equilíbrio na rotina

Crianças sobrecarregadas de afazeres não têm tempo para desenvolver a criatividade de modo independente. O ideal é que o seu filho tenha um período para se desligar de tudo e deixar que o tédio tome conta, se transformando, na sequência, em tempo para descanso ou para buscar algo que realmente o interessa.

Estudos conduzidos por especialistas da Universidade de Michigan, dos Estados Unidos. mostram que várias pausas no decorrer do dia, de 20 a 30 minutos, permitem que as crianças decidam o que fazer criativamente em seus tempos vagos.

O cérebro, quando passa por períodos de intensa atividade, “desconecta” algumas regiões ligadas a visão e ao processamento da linguagem, causando queda de atenção e do desempenho nas atividades. Por isso, é extremamente importante ter respiros na rotina.

Supervisão dos pais nos momentos de tédio do filho

Deixar que a criança decida por ela mesma o que fazer não quer dizer que os pais não precisam supervisionar essas ações. É interessante acompanhar e oferecer ferramentas para que o filho desenvolva o tempo ocioso em algo prazeroso e adequado à faixa etária. Por exemplo, montar um ambiente criativo e de descanso dentro de casa, deixando a disposição várias recursos, é uma maneira de direcionar a criança a se autoentreter.

Abordamos neste artigo o papel do tédio no desenvolvimento da criatividade e da autonomia dos filhos. Se você tem alguma dúvida sobre o tema, deixe a sua pergunta nos comentários abaixo que retornaremos em breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This