Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Saiba como manter a segurança dos seus filhos nas mídias sociais

segurança nas midias

Uma foto ou texto publicado nas mídias sociais não é facilmente esquecido. Além disso, não existem limites de compartilhamentos de dados na rede. Sendo assim, o que se publica nos canais online pode ser visualizado por qualquer pessoa que tenha acesso à internet, em qualquer lugar do mundo.

Nós, adultos, temos a consciência da expansão desse problema, afinal, assim como na vida offline, existe na internet todo tipo de pessoas, incluindo as má intencionadas. Mas, e os nossos filhos, eles têm noção da dimensão das redes sociais?

Na busca desenfreada por likes e popularidade entre os amigos, muitas crianças se esquecem da velha máxima: “não confie em estranhos”. Por isso, vale a pena conferir as dicas de monitoramento para os pais que separamos no artigo a seguir.

Qual a idade certa para entrar nas mídias sociais?

Em redes como o Facebook, Instagram e Snapchat, os próprios desenvolvedores aconselham que apenas crianças acima de 13 anos tenham acesso aos conteúdos. No entanto, uma pesquisa conduzida pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil (CGI.br), mostrou que 63% das crianças e adolescentes usuários de Internet com idades entre 9 e 10 anos têm perfil em redes sociais.

Muitos pais não autorizam a criação da conta, mas a verdade é que é cada vez mais difícil controlar o que as crianças fazem em seus smartphones e tablets, por isso, é preciso ficar sempre atento e manter um diálogo aberto com o filho.

Dicas de monitoramento para os pais

É primordial que os pais conversem com os filhos e apresentem os perigos reais que a internet oferece. Cyberbullying, pedofilia, exposição de informações pessoais e pornografia infantil são alguns dos riscos recorrentes nas redes sociais.

Falar naturalmente sobre esses assuntos, esclarecer as dúvidas do jovem e impor alguns limites quanto ao tipo de foto que pode ser postada, conteúdos compartilhados e período de uso desses canais é muito importante.

Outra dica é seguir os filhos nas redes sociais. Essa é uma maneira de monitorar o que é compartilhado e ver quem são os amigos da criança. Existem outras maneiras de monitorar o que os jovens andam fazendo na internet, por exemplo, com a ajuda de softwares de controle parental. Esses programas peneiram e monitoram conteúdos que podem e não podem ser acessados pelos filhos.

Além dos perigos reais, existem aqueles que interferem na personalidade da criança. Ao estar exposto a inúmeros conteúdos bons e ruins, os jovens podem ter dificuldades em saber o limite entre o certo e o errado.

Por isso, por mais ocupados que os pais estejam, o monitoramento nunca deve ser deixado de lado, pois a internet oferece os mesmos perigos da vida real.

Os pais também devem reconhecer os seus erros

Sabe aquela foto em família em que todos estão felizes na praia? Ou aquela que mostra uma conquista do seu filho? Então, você já parou para pensar se essas publicações podem colocar a família em perigo?

Sabemos que dividir momentos agradáveis com os amigos é muito legal. Mas, como vimos, na internet todos podem ter acesso as fotos e informações publicadas. Por isso, antes de postar, pondere até que ponto aquele conteúdo é pertinente.

Evite fornecer informações sobre a localização, principalmente se for de um lugar frequentado diariamente pelo seu filho, como a escola. Também é importante configurar o perfil com privacidade máxima, permitindo que só os seus seguidores acompanhem as novas postagens.

Lembre-se que os pais devem ser os primeiros a darem o exemplo de utilização segura das redes sociais para os filhos. Se você gostou das dicas, mas ainda tem dúvidas sobre o assunto, deixe a sua pergunta nos comentários abaixo que responderemos em breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This