Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

spensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Saiba como a ansiedade na adolescência atrapalha o desempenho escolar dos jovens

a ansiedade na adolescência atrapalha o desempenho escolar

Hoje, é cada vez mais comum os jovens apresentarem sintomas de ansiedade no seu dia a dia. São muitos os fatores que contribuem para o surgimento precoce da ansiedade, como a cobrança para se enquadrar em um determinado grupo ou a necessidade de superar as próprias expectativas e das pessoas ao seu redor.

A rotina repleta de tarefas desde a infância também pode acabar contribuindo para a intensificação da ansiedade na adolescência, principalmente quando o jovem já apresenta uma predisposição genética para isso.

Dependendo do quadro, a ansiedade na adolescência pode acabar atrapalhando o desempenho escolar do jovem. Quando isso acontece, a situação se torna ainda mais difícil, pois o estudante tende a unir a ansiedade com a frustração por não ter conseguido alcançar boas notas na escola.

Para ajudar os adolescentes que estão passando por esse problema, é fundamental que os pais e os educadores selem uma relação de parceria, dando ao jovem o suporte necessário para que ele consiga controlar a ansiedade e seguir a sua trajetória.

Na sequência, separamos algumas dicas de como pais e professores podem auxiliar o adolescente com ansiedade, impedindo que esse estado prejudique a sua qualidade de vida e o desempenho escolar. Confira!

Se aproxime do adolescente

Durante a juventude, é comum os adolescentes buscarem a independência e, por conta disso, eles acabam não compartilhando com os pais ou educadores os seus sentimentos. Mas, quando o jovem está passando por uma crise de ansiedade, falar sobre o que está acontecendo é uma excelente maneira de aliviar a tensão.

Não espere que o seu filho ou aluno tome a iniciativa, a dica é ficar atento aos sinais que o jovem apresenta no dia a dia e que podem simbolizar a ansiedade. Geralmente, o adolescente com transtorno de ansiedade costuma ficar triste com bastante frequência, prefere ficar sozinho e evita as atividades em grupo na escola e os passeios com a família.

Ao perceber essas mudanças comportamentais, é importante que adulto se aproxime do jovem para uma conversa amigável, sem cobranças ou julgamentos. Durante o bate-papo, é importante estimular o adolescente a falar sobre o que ele está sentindo, se algo específico fez a ansiedade se agravar.

A ideia é fazer com que o próprio jovem identifique o que está acontecendo e veja que a família e a escola estão dispostas a ajudá-lo a superar essa fase. Adolescentes ansiosos ficam mais tranquilos quando se sentem seguros ao lado das pessoas que se preocupam com o seu bem-estar.

Mostre ao jovem que a paciência é fundamental para ter uma vida mais tranquila

Com a rotina agitada, é cada vez mais comum as pessoas correrem para solucionar tudo de uma só vez. Quando isso não acontece, a sensação de frustração toma conta. O mesmo vale para os adolescentes. Porém, nessa faixa etária, a insatisfação pode ser ainda maior, piorando os quadros de ansiedade.

Pais e educadores devem mostrar para o filho/aluno que todas as coisas têm o tempo certo para acontecer e algumas não dependem apenas do nosso esforço. Ensinar a habilidade da espera desde a infância é importante para que o jovem reconheça que o imediatismo nem sempre é a melhor forma de solucionar um problema, seja ele do âmbito pessoal ou acadêmico.

Suporte de especialistas para o adolescente superar a ansiedade

Ficar ansioso antes de uma prova importante é algo absolutamente normal e quase todos os jovens sentem isso nessas ocasiões. No entanto, a ansiedade precisa de um acompanhamento especializado quando ela surge com bastante frequência e em situações comuns no dia a dia do adolescente, como ao ir para a escola.

Nesses casos, é fundamental contar com o suporte de especialistas, como psicólogos, terapeutas e psicopedagogos, pois a intensificação desse transtorno pode prejudicar o desempenho escolar do jovem, bem como a sua saúde e qualidade de vida.

No artigo de hoje, abordamos os efeitos da ansiedade na adolescência e mostramos algumas dicas de como pais e educadores podem ajudar os jovens a superar esse momento difícil. Se você gostou da postagem e quer continuar por dentro dos assuntos relacionados à educação de crianças e adolescentes, não perca as próximas publicações do nosso blog.

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This