Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Quando o assunto é lição de casa, saiba como ajudar seu filho

lição de casa

Entenda como você pode contribuir para que esse momento seja, de fato, uma oportunidade de aprendizagem

Com a volta às aulas, toda a rotina escolar retorna também, inclusive a lição de casa. Em muitos casos, ela é um desconforto (para os alunos que precisam dar conta das tarefas em casa e para os pais que precisam supervisionar esse momento). Duas crenças muito arraigadas precisam ser combatidas em relação a esse assunto: a lição de casa não gera, por si só, a responsabilidade e o hábito de estudo; e seu objetivo não é fazer com que o aluno aprenda o que foi trabalhado em sala de aula.

Ela também não serve para castigar ninguém. Sua função é colocar em prática o processo de aprendizagem, de forma a promover, além da revisão dos conteúdos estudados, o autoconhecimento, a reflexão e a expressão do estudante. O aluno vai conseguir tudo isso com exercícios repetitivos e mecânicos? Não! As atividades devem ser criativas, dinâmicas, interessantes e desafiadoras. Só assim farão sentido para o aluno. Logo, seu papel como pai (ou mãe ou responsável) é checar se a escola sugere atividades que instigam crianças e adolescentes e colaboram como o crescimento deles.

Esteja sempre por perto

Na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental, a lição de casa faz parte do trato da criança com os estudos e suas responsabilidades. O papel dos professores, nesse caso, é pensar em atividades que favoreçam esse tipo de aprendizagem. Além de trabalhar os conteúdos aprendidos, é fundamental desenvolver a responsabilidade nas crianças para que voltem para a escola com a tarefa em ordem, limpa e sem rasuras.

Os pais dos pequenos devem deixá-los fazer sozinhos. Não é preciso ficar o tempo todo sentado ao lado da criança, o que pode deixá-la dependente e ansiosa. Mostre apenas que está por perto. Se necessário, dê alguma explicação, mas sem apontar erros e, sim, conquistas. Ajude no que for possível, mas sempre respeitando a forma como o aluno está aprendendo um conteúdo. Há momento em que não é fácil ver o filho cometendo um erro.

Quer ver um exemplo? Cálculos matemáticos. Muitas vezes, na ânsia de ajudar, os pais se atrapalham porque não aprenderam da mesma forma. Assim, querendo ajudar, é possível que a família até confunda a criança. Não esqueça de que esse momento precisa ser prazeroso ou pode até se tornar um bloqueio.

Garanta um espaço adequado

Quando os alunos são mais velhos, os pais devem ajudar mais no sentido de garantir espaço em casa para que o filho consiga estudar. Determine um horário para realizar as tarefas, bem como um local tranquilo. A iluminação também é um item importante. Se for de fonte natural, como perto de uma janela, melhor ainda.

Se seu filho leva muitas tarefas para casa, reserve um tempo para descanso (sem exagero). Oriente-o a dar prioridade às atividades mais importantes ou mais difíceis. Mais uma sugestão: afaste os dispositivos eletrônicos, como TV, tablet e smartphones, pois, evidentemente, a concentração estará mais prejudicada se ele tiver de dividir a atenção entre as tarefas e os jogos ou as mensagens com os amigos.

Mas nem sempre os dispositivos são vilões. Você pode liberar o uso quando ele precisa realizar uma pesquisa ou quando for possível escutar uma música enquanto colore algo ou busca inspiração para elaborar um texto. Você sabia que muitos redatores trabalham ouvindo música o dia todo? Evidentemente a dica não vale para quem está em fase de alfabetização. E aí, preparado para mais um ano escolar junto com seu filho?

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This