Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Parceria escola-família

Parceria escola-família | Marupiara

Parceria escola-família: confiança mútua que promove o aprendizado e a formação integral dos alunos

O processo de escolha da instituição de ensino na qual seus filhos estudarão é longo e difícil, pois o que ele viverá no ambiente escolar contribuirá não apenas para a sua formação acadêmica, mas também para a formação pessoal.

De acordo com a psicóloga e consultora educacional Rosely Sayão, para encontrar a escola de seus filhos, os pais devem refletir primeiro sobre como gostariam que seus filhos fossem educados. “Do ponto de vista prático, os pais devem visitar a escola primeiro e questionar amplamente a sua proposta pedagógica. Depois, é preciso analisar se a linha da escola é adequada aos valores da sua família e também ao temperamento da criança”, explica.

Além disso, ao escolher a escola mais adequada, é preciso selar com a instituição um elo de parceria, desenvolvendo um trabalho integrado que prioriza a construção de confiança mútua entre a escola, os pais e alunos, com foco em ações que promovam o aprendizado e a formação do estudante.

Também é importante que os pais e a escola tracem as mesmas metas de forma simultânea, propiciando ao aluno uma segurança na aprendizagem e criando cidadãos críticos capazes de enfrentar a complexidade de situações que encontrarão no dia a dia ao longo da vida.

A parceria em favor do aprendizado

Quando os pais participam ativamente da vida de seus filhos e se engajam, inclusive, no cotidiano escolar da criança, a tendência é que eles se sintam mais motivados e tenham um melhor desempenho acadêmico.

Muitas vezes, pela correria do dia a dia, os pais acabam restringindo o contato com a vida escolar de seus filhos às reuniões bimestrais. No entanto, essa relação deve ir muito além, é importante que os pais busquem saber como é o convívio dos filhos com os professores e colegas, seu comportamento em sala de aula e o status de seu desempenho.

Do outro lado, a escola também precisa estar aberta a essa parceria, dando feedbacks contínuos aos pais, compartilhando problemas e se colocando prontos para atendê-los, uma vez estando unidos, pais e professores são mais efetivos na resolução de dificuldades e conflitos.

Para isso, a escola precisa orientar as famílias sobre como intervir em cada situação e como elas podem ajudar a solucionar os problemas de forma acolhedora. Em casos de dificuldades acadêmicas, os pais podem atuar com medidas complementares em casa. Se a criança tem dificuldade em matemática, por exemplo, é interessante promover momentos nos quais ela tenha contato com os números de forma lúdica, como contar as frutas da fruteira ou criando problemas matemáticos com situações do dia a dia.


Escola: um espaço vivo!

A parceria entre a família e a escola proporciona impactos positivos não só para a formação do aluno, mas também traz vida ao cotidiano escolar. Mesmo com as agendas cheias, é importante que os pais separem um espaço para as reuniões, apresentações de trabalhos abertas à família,  festinhas, eventos na comunidade, ações de voluntariado, entre outros programas promovidos pelas escolas. Essa parceria contínua é essencial para que a longa caminhada que é a formação integral do aluno seja completada da melhor forma possível, para os pais,  educadores e, principalmente, para o estudante.

2 COMMENTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This