Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Inteligência emocional: por que é importante os jovens aprenderem a lidar com os sentimentos na adolescência

emoção

A adolescência é um período repleto de mudanças significativas no corpo e na mente dos jovens. Todas essas novidades mexem com as emoções dos adolescentes e podem acabar interferindo em áreas importantes, como no desempenho escolar e na convivência social. Por isso, a inteligência emocional é fundamental para que os jovens consigam lidar com a diversidade de sentimentos comuns na adolescência.

Mas, desenvolver e potencializar a inteligência emocional não é assim tão simples quanto parece. É muito importante que o jovem tenha o suporte da família e dos educadores nesse momento de transição. Além disso, crianças que aprendem a lidar com as emoções ainda na infância têm mais chances de se tornarem adolescentes que entendem e lidam bem com os seus sentimentos.

A seguir, falaremos um pouco mais sobre a inteligência emocional na adolescência e mostrar como a família pode ajudar o filho que está passando por essa fase de transição.

O que é inteligência emocional?

Para conseguir auxiliar os filhos, é importante que os pais entendam o que é inteligência emocional. De uma forma resumida, podemos dizer que essa habilidade está relacionada com a capacidade que a pessoa tem de reconhecer seus diferentes sentimentos e aprender a lidar com essas emoções que surgem em situações diversas.

A principal dificuldade é lidar com os sentimentos considerados negativos, como medo, frustração, perda e contrariedades. Outro ponto complexo da inteligência emocional está relacionado com o compreender as emoções das pessoas ao seu redor. Para chegar ao desenvolvimento dessa habilidade, é preciso ter bem estabelecidos os pilares da consciência social, autocontrole e autoconsciência, permitindo que o indivíduo tome decisões responsáveis e conscientes, de forma a conseguir estabelecer relações sociais saudáveis e duradouras.

Na teoria, pode até parecer fácil ter inteligência emocional. Mas, ao se deparar com as inúmeras situações do dia a dia é que as pessoas começam a encontrar dificuldades para lidar com os sentimentos. Na adolescência, fase em que tudo está à flor da pele, ter essa estabilidade emocional é algo ainda mais complexo.

Como ajudar os filhos a lidar melhor com os sentimentos na adolescência?

Depois de entender a importância da inteligência emocional na vida das pessoas de todas as faixas etárias, é interessante que as famílias saibam que é possível ajudar os jovens nessa etapa de conhecimento e entendimento das suas emoções.

Esse é um processo que pode ser iniciado na infância, quando o pequeno começa a demonstrar insatisfação ao ser contrariado, momento em que as birras surgem e se potencializam. Tanto na infância quanto na adolescência, o acolhimento dos pais é fundamental para que o filho aprenda a lidar melhor com os seus sentimentos. Algumas atitudes cotidianas ajudam as famílias nesse processo, como:

  • equilibrar a liberdade, estipulando limites;
  • permitir o aprendizado através das “frustrações” inerentes a cada faixa etária;
  • estabelecer, através da empatia, um bom relacionamento, e;
  • manter sempre um canal de diálogo aberto.

Essas ações por mais simples que pareçam são muito importantes para que o adolescente se sinta seguro e comece a lidar com os seus sentimentos variados de uma forma mais consciente.

Para continuar por dentro de dicas sobre a educação de crianças e jovens, veja também em nosso blog o post que mostra como as ações sociais contribuem para a formação integral dos alunos.

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This