Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Inteligência artificial: saiba o impacto na educação

IA

Estudo realizado pelo Sesi e pelo Senai mostra tendências de uso das tecnologias educacionais baseadas em Inteligência Artificial que serão usadas até 2030

Consegue imaginar uma ferramenta que identifica se o aluno adquiriu conhecimento sobre o tema ensinado e se está cansado ou feliz por ter conseguido resolver um problema? Parece trama de filme de ficção científica, não é? A verdade é que essa é apenas uma das apostas de expansão do uso de sistemas tutores inteligentes para ensino personalizado. Com base em algumas informações iniciais, ele é capaz de decidir, de forma autônoma, qual a melhor estratégia pedagógica para ser utilizada em cada momento.

Isso é o que diz o estudo “Tendências em Inteligência Artificial na Educação”, elaborado pela professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) Rosa Maria Vicari, a pedido do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Ela analisou bases de patentes nos Estados Unidos, na União Europeia, no Canadá e no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), no Brasil. Além disso, consultou bases internacionais de artigos científicos e documentos apresentados em congressos.

Como complemento desse estudo, o Sesi e o Senai reuniram, em um painel, especialistas brasileiros em inteligência artificial para avaliar a difusão dessas tecnologias nas escolas do país, entre os quais pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Grande Sul (PUC-RS), além de empresas do setor. A previsão é que, até 2030, quatro das tecnologias listadas no estudo estarão difundidas em até 50% nas escolas públicas e privadas do Brasil, e uma delas, computação em nuvem, deve estar presente em até 70% das instituições de ensino.

Inteligência artificial nas escolas já

A tendência já para o ano que vem é o processamento de língua natural (PNL), em que um computador interpreta a linguagem humana. “Na educação, o PLN vai contribuir cada vez mais para o intercâmbio entre alunos de nacionalidades diferentes e para a transmissão em tempo real de aulas em línguas distintas, as quais serão traduzidas para os estudantes”, aponta o documento.

Conheça as tecnologias educacionais com uso de inteligência artificial que devem ser mais difundidas até 2020:

  • plataformas LMS para aprendizagem colaborativa;
  • ensino personalizado e sistemas afetivos/emocionais;
  • sistemas tutores inteligentes;
  • jogos sérios;
  • learning analytics;
  • robótica inteligente educacional;
  • visão computacional;
  • processamento de língua natural;
  • cursos online semipresenciais.

De 2020 a 2030, a previsão é ter mais novidades. Veja:

  • fones de ouvido “tradutores”;
  • óculos inteligentes;
  • jogos sérios envolvendo inteligência artificial, realidades aumentada e mista;
  • criatividade computacional;
  • ética computacional;
  • ecossistemas educacionais

Quer saber um pouquinho mais sobre o que esperar da tecnologia na educação, veja nosso texto: Conheça os principais desafios da educação na “Era Digital”, aqui no nosso blog.

Fonte: CNI ( https://noticias.portaldaindustria.com.br/noticias/educacao/inteligencia-artificial-nas-escolas-estudo-aponta-ferramentas-que-serao-usadas-ate-2030/)

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This