Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Parceria escola-família: Como pais e educadores podem ajudar as crianças tímidas a se integrarem nos grupos sociais?

criancas-timidas-a-se-integrarem-nos-grupos-sociais

Em uma sala de aula ou em um grupo de amigos, certamente haverá uma criança mais tímida do que as outras. Isso é absolutamente normal, pois a timidez é uma característica pessoal do indivíduo somada as suas vivências. Apesar de fazer parte da personalidade da criança, os pais e os educadores precisam ficar atentos para identificar se a timidez está em excesso, chegando a atrapalhar o desenvolvimento social do filho/aluno.

Para isso, é necessário prestar atenção nas singularidades de cada um e evitar os rótulos e comparações, que podem acabar intensificando a timidez da criança. Integrar o jovem nos grupos sociais é uma tarefa de parceria entre escola e família, que devem compartilhar informações e boas estratégias de inserção da criança no mundo social.

A seguir, listamos o que pode ser feito pelos educadores e pais para que a criança tímida consiga se relacionar bem em vários ambientes e o que deve ser evitado para não causar mais insegurança no  filho/aluno.

Incentivando a criança tímida a participar das relações sociais na escola

Como abordado anteriormente, a timidez não é um defeito e sim uma característica da personalidade da criança. Por isso, para integrar os pequenos nos grupos sociais na escola, na família e nos demais ambientes que ele frequenta, não é preciso eliminar essa característica, mas, sim, estimular a criança a superar suas inseguranças.

Na escola, por exemplo, os professores devem inserir os alunos em situações que eles possam conhecer a si mesmos e ganhar confiança para se relacionar com novas pessoas. Mas, para isso, é importante que o educador conheça as peculiaridades desse aluno mais tímido e converse com a família sobre o comportamento da criança em outros ambientes. Em alguns casos, a timidez se intensifica na escola caso o pequeno não se sinta seguro para expor suas ideias e interagir com outros alunos que não sejam tão próximos.

Assim, o educador consegue identificar oportunidades para integrar e incentivar o aluno tímido a participar de momentos que são significativos para ele, sem nenhum tipo de pressão. Além disso, valorizar essa integração de forma natural e afetiva, sem exageros, fará com que o aluno se sinta seguro para manter a sua participação em sala de aula.

Esse é um processo gradativo e que precisa do acompanhamento dos professores e também das famílias. A criança não precisa se tornar a pessoa mais extrovertida da classe, basta apenas que ela participe e se sinta confiante para se expressar e se relacionar com outras pessoas, sem que esse seja um momento de ansiedade e medo.

O que os pais de crianças tímidas devem evitar?

Não há nada mais constrangedor para uma criança tímida do que quando a sua timidez é exposta pelos pais para outras pessoas. Na tentativa de fazer com que a criança deixe a timidez de lado, muitos pais acabam expondo essa característica do filho nos encontros com a família e amigos. Porém, essa atitude só deixará o pequeno mais inseguro.

Outro comportamento comum entre os pais é comparar o filho tímido com o filho mais extrovertido ou com um colega. Essa comparação é muito dolorida para as crianças, que podem se sentir inferiores simplesmente por serem tímidas.

É importante que a família respeite e entenda as particularidades da criança tímida. Em casa, é interessante conversar com o pequeno sobre as situações que lhe causam medo e insegurança, sem nenhum tipo de cobrança ou pressão. Ao criar essa relação de proximidade, os pais ajudarão o filho tímido a ter mais autoconfiança para se integrar nos grupos sociais sem que isso seja algo que o deixe apreensivo e nervoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This