Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Como orientar os jovens sobre os perigos dos jogos e desafios virtuais?

perigos

Nos últimos meses, notícias e boatos sobre jogos e desafios virtuais realizados entre jovens causaram uma intensa preocupação nos pais e também nos educadores. O desafio chamado “Baleia Azul”, que pode levar o jogador ao suicídio, é certamente o mais comentado devido a repercussão na mídia.

Diante desses perigos que podem estar muito mais próximos do que os pais imaginam, a questão mais recorrente é: como orientar os adolescentes sobre os riscos que essas práticas oferecem?

Essa não é uma missão fácil, mas o primeiro passo para que a conscientização dê certo é evitar entrar em pânico. Com calma e proximidade, pais e educadores conseguirão apontar para os jovens fatores que os levarão a reflexão.

A seguir, listamos algumas dicas que as famílias podem adotar para trazer esse tema para as conversas com os filhos. Confira!

Informe-se sobre o assunto

Antes de conversar com o filho, é importante que os pais busquem informações confiáveis sobre o assunto. É comum que o jovem esteja com muitas dúvidas, por isso, os pais precisam ter conhecimento e argumentos sólidos para apresentar ao adolescente.

Vale ler notícias em grandes jornais e revistas e até conversar com os profissionais do colégio, como os psicopedagogos, que devem acompanhar esse tema de perto, além de conhecerem bem os comportamentos dos jovens.

Mantenha uma relação próxima do seu filho

Apesar da correria do dia a dia, os pais devem se esforçar para acompanhar de perto a rotina do filho. Manter diálogos frequentes e estar por dentro do que acontece com essa geração é fundamental. Não basta procurar o jovem uma única vez para falar dos perigos dos jogos e desafios virtuais. É necessário ter um canal de comunicação entre pais e filhos, no qual é possível falar de questões variadas.

Essa proximidade ajudará o adolescente a se sentir mais seguro, fazendo com que ele procure os pais sempre que achar que está em uma situação perigosa ou quando sentir medo de algo.

Conheça as principais dúvidas dos jovens

Principalmente o desafio “Baleia Azul”, amplamente divulgado na mídia e nas redes sociais, causou uma série de dúvidas nos jovens. Por exemplo, o que eles devem fazer se forem convidados a jogar? É possível desistir do desafio?

Ao conhecer essas dúvidas recorrentes, os pais podem conscientizar os filhos de que eles não são obrigados a entrar em nenhum desafio e que é importante sempre compartilhar com a família caso algo parecido aconteça, pois ele estará protegido e, juntos, tomarão as melhores decisões.

Para isso acontecer, o clima precisa ser de parceria e não de broncas e ameaças. Os pais devem se mostrar abertos para que o filho esclarece seus questionamentos sobre esse tema ou qualquer outro assunto que esteja lhe causando medo ou apreensão.

Promova ações de valorização da vida

Quando os jovens estão bem informados e contam com o suporte da família e dos educadores, a conscientização sobre os perigos dos jogos e desafios virtuais ocorre de maneira mais tranquila. Mas, para que esse ciclo seja ainda mais significativo, é interessante que a família e a escola promovam ações de valorização da vida.

Praticar desafios do bem, ajudando o próximo e fortalecendo a afetividade entre os alunos, é algo importante para que eles consigam compreender na prática a importância da vida e de realizar boas ações.

No artigo de hoje, abordamos um tema que faz parte das preocupações das famílias com filhos adolescentes. Caso você tenha alguma dúvida sobre o assunto, deixe a sua pergunta nos comentários que retornaremos em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This