Paste your Google Webmaster Tools verification code here

TEMAS ATUAIS

Temas indispensáveis à formação de uma sociedade crítica e democrática

Acolhimento e respeito as individualidades: diferenciais no processo de ensino-aprendizagem

Acolhimento e respeito as individualidades I Marupiara

Já se foi o tempo em que os professores tinham como incumbência preparar materiais, ministrar aulas, aplicar e corrigir exercícios e provas em um cenário em que, muitas vezes,  os alunos eram reconhecidos apenas como números na lista de chamada.

A educação evoluiu e as características humanistas se tornaram presentes na convivência de toda a comunidade escolar – pais, alunos e professores – fortalecendo a confiança, o apoio mútuo e, consequentemente, aprimorando a aprendizagem do aluno.

Durante a vida na escola, a criança e o jovem passam por diversos desafios, que com acolhimento e intervenções individuais, podem ser superados de forma positiva, formando cidadãos íntegros que convivam em harmonia com as diversidades e diferenças, o que resulta em um bom relacionamento nas experiências interpessoais. No entanto, a instituição deve estar preparada para proporcionar aos seus alunos esse olhar diferenciado desde a chegada à escola.

Adaptação escolar

Conhecer, aproximar-se e acolher. Esses são os princípios básicos para que um aluno ingresse e permaneça na escola, sentindo-se seguro e apto para iniciar a aprendizagem e o convívio social com os colegas.

Esse momento acontece, principalmente, na Educação Infantil, quando as crianças têm o primeiro contato com o ambiente escolar. Por isso, é muito importante que a instituição de ensino elabore uma programação com horários e atividades especiais que, com o acompanhamento contínuo da família, possam garantir que o processo de adaptação seja tranquilo e progressivo, respeitando as particularidades de cada aluno.

Valorizar a identidade da criança nas pequenas ações do dia a dia  também faz a diferença na fase de adaptação. Por exemplo, ao escolher com criança aonde ela deseja sentar ou  quais podem ser as cores de seus materiais, o professor dá a ela a liberdade de se expressar, além de permitir uma maior interação com o ambiente.

Nas séries subsequentes, como no Ensino Fundamental, o processo de adaptação deve respeitar as especificidades da faixa etária. O acolhimento também é de extrema importância nessa fase, já que o medo de ficar longe dos pais, presente na Educação Infantil, foi substituído pela ansiedade em ser aceito em um novo grupo.

Uma forma de integração interessante neste período são as brincadeiras e as dinâmicas em grupo, oportunidades nas quais o aluno fala sobre sua personalidade e experiências, além de ser um maneira efetiva de  estreitar a relação com os novos colegas.

As individualidades no aprendizado

“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção” – Paulo Freire.
A frase acima do renomado educador do século XX, Paulo Freire, se encaixa em uma das maiores tendências da educação no país: o olhar individualizado para cada aluno.

Quando a escola assume o papel de oferecer ensino de excelência, unido à atitudes humanistas, ela se propõe, também, a destinar uma atenção individualizada para cada estudante.

Este acompanhamento próximo e contínuo, respeitando as particularidades de cada um, permite que o professor tenha uma visão mais detalhada de onde o aluno está, aonde ele pode chegar e quais estratégias poderão ajudar esse processo a ser mais efetivo e que faça com que o próprio aluno participe ativamente da construção do seu conhecimento.

Para alcançar esse objetivo é necessário que toda a equipe pedagógica se dedique a conhecer seus alunos e a elaborar planos de ensino que estimulem o estudante a alcançar o seu maior potencial.

O olhar individualizado não anula a genuína missão das escolas, que é integrar a todos, sem distinções, possibilitando que todos os alunos tenham as mesmas oportunidades. O diferencial, neste caso, é que as oportunidades podem ser aplicadas de forma única, percebendo e respeitando as limitações de cada aluno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer mais conteúdo?

Preencha os dados e receba o melhor conteúdo sobre educação e atualidade!

Obrigado!

Pin It on Pinterest

Share This